Cirurgia de hemorroidas: quando é necessário e como evitar com tratamento

A cirurgia de hemorroidas é algo que pode assustar quem sofre com o problema, porém ela é necessária em casos graves.

Nem todo caso vai demandar um procedimento invasivo, por isso é importante entender os estágios e tratamentos antes de considerar tal hipótese.

Lembrando que a hemorroidas é uma condição que acomete milhões de pessoas no mundo todo por diversos motivos, porém é tratável, especialmente nos quadros iniciais.

Acompanhe neste conteúdo como funciona, quando é necessária e o que fazer para evitar a necessidade de uma cirurgia de hemorroidas com o medicamento adequado para condição.

Quais são os tipos de cirurgia para hemorroidas?

As hemorroidas são veias dilatadas e inflamadas na região do ânus, que podem causar sintomas como dor, sangramento, coceira e prolapso (saliência) anal.

São divididas em graus de gravidade que irão indicar quais são os tratamentos necessários, sendo que nos casos mais graves pode haver a necessidade de uma intervenção cirúrgica.

Confira abaixo os graus dos nódulos e saliências:

  • Grau 1: são pequenas e não saem do ânus;
  • Grau 2: saem do ânus durante a evacuação, mas retornam espontaneamente;
  • Grau 3: saem do ânus durante a evacuação e precisam ser empurradas para dentro manualmente;
  • Grau 4: estão permanentemente fora do ânus e não podem ser empurradas para dentro.

Existem vários tipos de cirurgia para remover as hemorroidas, que são escolhidas pelo médico de acordo com o tipo e o grau da hemorroidas que o paciente possui.

Os principais tipos de cirurgia para hemorroidas são:

Hemorroidectomia

A hemorroidectomia é a cirurgia mais tradicional e envolve remover as hemorroidas através de um corte.

O paciente pode ser operado com uso de anestesia geral ou local, sendo indicada principalmente para casos de nódulos externos ou internos já em grau avançado de prolapso.

Esse método é considerado o mais eficaz para eliminar as hemorroidas, no entanto é o que causa mais dor e desconforto no pós-operatório.

Técnica por THD/Endopex

Essa é uma opção cirúrgica sem cortes e bem menos invasiva, com pós operatório mais simples.

No THD/Endopex o médico usa um equipamento de ultrassom que permite fazer a identificação dos vasos que levam o sangue às hemorroidas.

Depois de identificados esses vasos, a circulação de sangue é interrompida costurando a artéria.

Sem fluxo de sangue, a hemorroidas seca e se fecha, eliminando os sintomas.

É uma técnica indicada para hemorroidas de grau 2, 3 ou 4 e a vantagem é que ela causa menos dor e sangramento no pós-operatório

Técnica PPH

A técnica por PPH usa da fixação das hemorroidas em sua posição original, através do uso de grampos especiais de titânio para tratar sem a necessidade de suturar.

O tempo de recuperação é rápido e pode ser feito em hemorroidas internas de graus 2 e 3.

Laqueação com elástico

Neste método é aplicado uma pequena banda elástica na base da hemorroidas para criar uma obstrução no fluxo de sangue.

Com isso, as hemorroidas “morrem” e caem junto com o elástico após alguns dias, sendo este um método bem simples que pode ser feito no próprio consultório.

Contudo, essa técnica funciona apenas nos graus 2 e 3.

Coagulação infravermelha

A coagulação infravermelha é uma técnica que pode ser utilizada para tratar sangramentos internos que acontecem nas hemorroidas.

Para isso, o médico usa um aparelho com uma luz infravermelha que aquece o local e cria uma cicatriz, fazendo com que o sangue deixe de conseguir passar.

Essa obstrução endurece o tecido dos nódulos que eventualmente acabam caindo.

A coagulação infravermelha normalmente tem muito poucos efeitos colaterais e causa um desconforto muito reduzido.

Escleroterapia

Por fim, a escleroterapia usa a injeção de um produto nos vasos para matar os tecidos inflamados.

Isso provoca a morte dos tecidos, sendo utilizado para o tratamento das hemorroidas de grau 1 e 2.

Trata-se de um método rápido e indolor, que pode ser repetido se necessário.

Cirurgia de hemorroidas: quando é necessário e como evitar com tratamento

Quando a cirurgia de hemorroidas é necessária?

A cirurgia de hemorroidas é um procedimento reservado para uma pequena parcela de casos graves em que os tratamentos conservadores não foram efetivos.

É a opção inicial em pacientes em terceiro e quarto grau da doença e com os sintomas de dor intensa, prurido anal e desconforto.

Também é indicada em casos específicos como:

  • hemorroidas trombosadas, que são aquelas que apresentam um coágulo de sangue no seu interior, causando dor severa e inflamação;
  • hemorroidas prolapsadas, que são aquelas que saem do ânus e não retornam espontaneamente ou manualmente;
  • hemorroidas com sangramento persistente ou abundante, que podem causar anemia ou infecção;
  • hemorroidas associadas a outras doenças anais, como fissuras, fístulas ou abscessos.

A decisão de realizar a cirurgia de hemorroidas deve ser tomada em conjunto com o médico, levando em conta os riscos e benefícios do procedimento, as expectativas do paciente e as alternativas disponíveis.

A cirurgia de hemorroidas é feita em ambiente hospitalar, sob anestesia geral ou local.

O tipo de cirurgia depende do tipo e do grau da hemorroidas, mas geralmente envolve a remoção ou obstrução das veias dilatadas e inflamadas através de cortes ou outros métodos.

Pode durar entre 30 minutos a 2 horas, dependendo da complexidade do caso.

Qual é o preparo necessário?

Essas preparações vão depender muito da gravidade da hemorroidas e do tipo da cirurgia.

De forma geral, as principais orientações são as seguintes:

  • Fazer jejum absoluto de 8 horas antes da cirurgia;
  • Tomar laxantes na véspera da cirurgia para limpar o intestino;
  • Fazer uma lavagem intestinal no dia da cirurgia;
  • Suspender o uso de medicamentos anticoagulantes ou anti-inflamatórios alguns dias antes da cirurgia;
  • Informar ao médico sobre alergias, doenças crônicas ou uso de outros medicamentos;
  • Levar exames pré-operatórios solicitados pelo médico.

Procedimentos mais simples como alguns que citamos podem não precisar destes cuidados, no entanto consulte sempre o seu médico antes.

Qual é a duração da cirurgia de hemorroidas?

A duração da cirurgia de hemorroidas varia conforme o tipo de cirurgia escolhido pelo médico e a gravidade do caso, como já mencionamos, e pode durar em média de 30 minutos a 2 horas.

Cirurgia de hemorroidas: quando é necessário e como evitar com tratamento

Como é a recuperação da cirurgia de hemorroidas?

Também já mencionamos que a recuperação varia de caso a caso, porém há algumas coisas que podem aliviar e acelerar o processo.

As principais recomendações são:

  • Usar analgésicos e anti-inflamatórios prescritos pelo médico para aliviar a dor e o inchaço;
  • Aplicar compressas frias ou gelo na região anal para reduzir o sangramento e a inflamação;
  • Fazer banhos de assento com água morna para limpar e cicatrizar a região;
  • Manter uma boa higiene íntima, lavando a região anal com água e sabão neutro após cada evacuação e secando bem com uma toalha macia ou um lenço umedecido;
  • Evitar esforços físicos, como levantar pesos, correr ou andar de bicicleta, por pelo menos 2 semanas após a cirurgia;
  • Evitar ficar muito tempo sentado ou deitado na mesma posição, mudando frequentemente de postura para aliviar a pressão na região anal;
  • Usar roupas íntimas de algodão e soltas, que não irritem a pele;
  • Beber bastante água e consumir alimentos ricos em fibras, como frutas, verduras e cereais integrais, para evitar a prisão de ventre e facilitar a evacuação;
  • Evitar alimentos que possam causar gases, como feijão, repolho, couve-flor e refrigerantes, para evitar o desconforto abdominal;
  • Evitar alimentos picantes, ácidos ou gordurosos, que possam irritar o intestino e a região anal;
  • Evitar o consumo de álcool, tabaco e outras drogas, que possam interferir na cicatrização e na recuperação.

Existe algum risco?

A cirurgia de hemorroidas é um procedimento seguro e eficaz, mas como toda cirurgia, pode apresentar alguns riscos e complicações.

Principalmente para os casos que demandem anestesia geral, há sempre um risco maior, além disso há outros riscos como:

  • Sangramento excessivo ou persistente na região operada;
  • Infecção da ferida cirúrgica ou do trato urinário;
  • Retenção urinária ou dificuldade para urinar;
  • Incontinência fecal ou dificuldade para controlar os gases ou as fezes;
  • Estenose anal ou estreitamento do canal anal;
  • Fístula anal ou abertura anormal entre o ânus e a pele;
  • Recidiva ou retorno das hemorroidas.

Por isso é tão fundamental seguir as recomendações do médico no pré-operatório e no pós para garantir o sucesso da cirurgia.

Qual é o preço da cirurgia de hemorroidas?

Na média, os preços variam entre R$ 2.000 e R$ 10.000 a depender da complexidade do caso, recursos do hospital, tipo de cirurgia entre outros fatores.

Também é preciso considerar os custos adicionais com exames pré-operatórios, medicamentos pós-operatórios e consultas de acompanhamento.

A hemorroidas pode voltar mesmo depois da cirurgia?

A cirurgia de hemorroidas é um tratamento definitivo para eliminar as veias dilatadas e inflamadas na região anal, mas não garante que os nódulos não possam reaparecer.

É importante aliar a cirurgia com hábitos saudáveis, como práticas regulares de exercício físico, alimentação rica em fibras, consumo de água e higiene da região.

É recomendável também voltar ao médico para acompanhamento pós-operatório e seguir as dicas para não sofrer com o problema novamente.

Opção de tratamento clínico com Varicell

A cirurgia de hemorroidas é um procedimento que pode ser indicado para casos mais graves dessa condição que afeta milhões de pessoas no Brasil e no mundo.

Porém, antes de chegar nessa condição, há algumas coisas que podem ser feitas para aliviar os sintomas e aos poucos reduzir as hemorroidas.

Estamos falando do tratamento com Varicell, que tem uma linha completa para o tratamento das hemorroidas, que age de dentro para fora com os comprimidos do Varicell Duo e de fora para dentro com a pomada de Varicell Proct.

O Varicell Proct é uma pomada que alivia os sintomas das hemorroidas, como dor, fissuras, sangramento, inflamações e coceiras.

É composto por ingredientes naturais que agem para reduzir a inflamação, melhorar a circulação e a cicatrização da pele.

Por sua vez, o Varicell Duo é um medicamento homeopático indicado para auxiliar no tratamento dos sintomas relacionados a varizes e hemorroidas, melhorando a circulação sanguínea.

Com hábitos saudáveis e uso da linha Varicell, você pode se livrar da necessidade da cirurgia de hemorroidas com um tratamento bem mais confortável. Conheça os produtos.

TAGS:

COMPARTILHE:

Conheça a Linha Varicell®

Siga Varicell®

Você também vai gostar